efêmero

por tam

eu me rendi à falta de rotina. esse é o significado de férias. tenho cedido aos prazeres da cama. e neles cabem apenas eu, o edredom e filmes. ninguém mais. nada mais. nem livros, nem o caderno. essa falta de energia persiste. a vida continua chata, pela falta de um termo melhor. nada extrínseco acontece. ainda que internamente tenho feito malabarismos para seguir vivendo e trabalhando. porventura, a monotonia tem me cansado. eu sinto falta do intenso, mesmo que a consequência natural seja sofrer. eu necessito constantemente de dissabores. masoquista. auto destrutiva. ou o nome que quiserem. é uma contradição. uma vez que as mudanças não fazem parte da lista de favoritos. confusões. o futuro incerto. o presente certo. entre viver alucinadamente e o insosso. eu adoraria escolher sempre o que será fugaz.